BlockchainFinance

Qual será o futuro do blockchain?

Embora o blockchain seja apontado como uma das principais tendências de tecnologia para o setor financeiro, ao que tudo indica o desenvolvimento e o uso da ferramenta não estão indo muito bem. De acordo com estudo do Gartner, o interesse pelo blockchain está diminuindo cada vez mais. 

A verdade é que a tecnologia está lutando para viver. O Dapp.com, em sua última análise trimestral, descobriu que houve uma queda de 40% no volume transacional total de aplicativos blockchain, conhecidos como dapps. Trata-se de um declínio muito expressivo.

Mas, afinal, por que isso está acontecendo? Qual será o futuro desta tecnologia?

Avance na leitura do artigo e busque essas respostas. 

Números apontam diminuição do blockchain 

O relatório do Dapp.com apontou ainda que, no terceiro trimestre deste ano, foram lançados apenas 148 dapps. O número é inferior à média mensal do primeiro semestre de 2019: antes, eram implantados 164 novos dapps todos os meses. Além disso, mais da metade dessas transações foram relacionadas a jogos de criptomoedas.

O único indicador positivo do relatório é a crescente popularidade das finanças descentralizadas, em inglês, Decentralized Finance (DeFi) dapps, com destaque especial para aquelas que são executadas no Ethereum.

A pesquisa da Dapp.com revelou que mais de US$ 525 milhões foram movimentados por meio do DeFi dapps no último trimestre, com 88% dessas transações ​realizadas ​na Ethereum.

Do total de 500 mil novos usuários dapp, no ​​último trimestre, cerca de 138 mil, 27,6%, chegaram apenas para o DeFi. Com isso, a categoria se tornou a segunda maior em termos de volume, perdendo apenas para os jogos.

Dentre os usuários, apenas 36% do segundo trimestre usaram seus dapps pelo menos uma vez no terceiro trimestre. Foram os aplicativos DeFi, como MakerDAO e Nest, que contribuíram para um aumento no número de novos usuários, mantendo, assim, a atividade do Ethereum dapp relativamente estável.

Blockchain: da desilusão ao estado útil

A desilusão em relação ao blockchain e a crescente falta de interesse na tecnologia se acentuam ainda mais diminui à medida que as experiências e implementações falham. Afinal, não há por que continuar investindo neste tipo de tecnologia, se ela não garante os resultados esperados. Portanto, a satisfação dos primeiros usuários é decisiva para a popularidade da ferramenta ou não. 

De acordo com o Hype Cycle, da Gartner, uma representação gráfica dos estágios do ciclo de vida de uma tecnologia, que retrata desde a concepção até a maturidade e a adoção generalizada, a maioria das tecnologias blockchain ainda está de cinco a 10 anos distante do impacto transformacional. 

Ou seja, as empresas que usam a tecnologia o fazem muito mais em projetos de experimentação. Sem maturidade, as empresas não conseguem construir estratégias consistentes para incorporar a ferramenta.

A expectativa, de acordo com a Gartner, é que o blockchain evolua e se torne totalmente escalável, do ponto de vista técnico e operacional, somente em 2028. 

Antes, porém, em 2023, a organização prevê que as plataformas blockchain serão escaláveis, interoperáveis ​​e suportarão portabilidade de contrato inteligente e funcionalidade de cadeia cruzada. Além disso, a tecnologia deve oferecer suporte às transações privadas confiáveis, garantindo às empresas confidencialidade dos dados. 

Talvez, encarar o ritmo lento de avanço da tecnologia seja necessário, para que o blockchain atinja um estado útil e seja capaz de viabilizar a revolução comercial digital nos ecossistemas de negócios. 

Para instituições financeiras, GR1D Finance é a melhor solução

Se você busca as melhores soluções em tecnologia para o setor financeiro, saiba que é fundamental contar com um parceiro especialista no assunto. Com expertise de mercado, profissionais preparados e ferramentas desenvolvidas para o segmento, a GR1D Finance tem tudo o que você precisa para facilitar a jornada de transformação digital de uma empresa financeira. 

Isso porque a GR1D Finance permite a concepção e desenvolvimento de novos produtos e serviços sem desenvolvimento interno. Tudo isso a partir do marketplace de APIs. Com diversas interfaces de integração disponíveis, a plataforma de inovação facilita a conexão entre potenciais parceiros.

A API "OriginalMy", por exemplo, usa o blockchain para otimizar a autenticidade de transações no Brasil e no mundo. Usando esta interface de aplicação, é possível confirmar se identidades, bem como conteúdos e assinaturas digitais são, de fato, autênticas. Tal prática contribui para a construção de uma estratégia de governança, com alto grau de confiabilidade.

Dentre as várias soluções de tecnologia para o setor financeiro, o blockchain é uma das mais disruptivas desde a invenção da internet. Isso porque a ferramenta garante uma série de vantagens e pode ser aplicada em vários processos diferentes. A API Original My, por exemplo, que usa a tecnologia, assegura aos clientes alguns benefícios, como: 

  • Mais segurança nas transações;
  • Menos burocracia, facilitando o acesso a plataformas;
  • Construção de uma identidade blockchain;
  • Facilidade na verificação de autenticidade e no registro de contratos.

Quer saber mais sobre o uso de tecnologia para o setor financeiro e APIs? Acesse o site da GR1D Finance!